Archive for the ‘Partido’ category

ELÓI PIETÁ: A POPULAÇÃO DE ITAQUAQUECETUBA É MUITO SIMPATICA AO PT, VEJA AS ULTIMAS ELEIÇÕES PARA PRESIDENTE E GOVERNADOR!!

07/05/2011

Nota

Uma solução para Itaquá

Nesta ultima sexta feira 06/04/11, as 19:00 horas no escritorio politico da Deputada Federal Janete Pietá, no parque Piratininga, o PT de Itaquá e suas lideranças estivero reunidos para  ser traçado um plano de luta do PT junto a população e os movimentos sociais, ou seja o PT deve está onde o povo estiver lutando por seus direitos, Saude, Transporte, Moradia, Segurança, Educação e infraestrutura para a nossa Cidade.

O nosso militante e assesor politico do Deputado Federal e lider da bancada na camara, Paulo Teixeira PT/SP, Joelson Miranda aproveitou a oportunidade para entregar ao Elói uma lista de documentos de 140 paginas sobre Itaquaquecetuba, ele prometeu ler todos documentos, mais colocou que tinha muito conhecimento sobre Itaquá, deixando já marcada uma proxima reinião e uma plenaria sobre a reforma politica.

PT, A LEGENDA PREFERIDA POR 25% DOS ELEITORES.

02/08/2010

Aprovação mais alta do PT projeta bancada recorde

Partido mais popular do país desde o ano 2000, o PT reconquistou o apoio que havia perdido durante a crise do 1º governo Lula, e hoje é apontado como a legenda preferida por 25% dos eleitores, patamar mais alto de sua história.  O PT atingiu 25% de preferência popular, valor que permanece estável desde então (os números são do Datafolha). A retomada da popularidade em ano eleitoral pode ser vista como indicador de aumento da bancada petista na Câmara dos Deputados. Levantamento feito pela Folha mostra que há 20 anos existe grande correlação entre o índice de preferência do PT e o total de votos que o partido obtém para seus candidatos a deputado federal. Se a correlação se mantiver na disputa deste ano, o PT poderá eleger mais de cem deputados federais. Em 1990, segundo o Datafolha, 9% dos eleitores afirmavam que o PT era seu partido preferido. A legenda teve então 10,2% dos votos e elegeu 7% dos deputados. Em 1994, com 13% de preferência, teve 12,9% dos votos e 9,6% de deputados; em 1998, 11% de preferência, 11,2% dos votos e 11,3% de deputados; em 2002, 20% de preferência, 18,4% dos votos e 17,7% de deputados; em 2006, 16% de preferência, 14,9% dos votos e 16,2% de deputados federais. A diferença entre a preferência do PT aferida pelo Datafolha e o percentual de votos do partido nunca superou 1,6 ponto percentual. Já a discrepância em relação às bancadas eleitas é maior (3,4 pontos), em razão das coligações partidárias e sobretudo das distorções na distribuição das cadeiras da Câmara entre os Estados. Na década de 90, o PT era mais forte no Sul e no Sudeste. Com 60% do eleitorado, as regiões tinham 49,6% das vagas na Câmara. Daí por que o partido conquistava menos cadeiras que votos. O crescimento nos anos posteriores ocorreu sobretudo no Norte, Nordeste e Centro-Oeste, que têm proporcionalmente mais vagas. Em 2006, a legenda conseguiu mais cadeiras que votos. O PT também chegou aos grotões. Em 1993, estava presente de forma organizada em cerca de 40% das cidades; em 2009, em 96%. OUTROS PARTIDOS A preferência partidária não é um indicador necessário de intenção de voto. Se a regra parece valer para o PT, no caso dos outros partidos não é possível encontrar correlação. Em 2006, por exemplo, o PSDB elegeu 12,9% dos deputados, mas tinha 5% de preferência. Já o PP, com 1% de preferência, elegeu 8% dos deputados. O PT hoje é exceção quando o assunto é preferência partidária. Metade dos eleitores declara não ter nenhum partido predileto. As demais siglas têm índices bem menores. O segundo colocado é o PMDB, com 7%, seguido pelo PSDB, com 5%.

Fonte: Folha.com
Noticia completa, Aqui.