Arquivo de abril 2013

Criadouro do (Aedes Aegypty) Transmissor da “DENGUE” em Itaquaquaquecetuba/SP

28/04/2013

Criadouro do mosquito (Aedes Aegypty) Transmissor da “DENGUE” Rua Ferraz de Vasconcelos, Mato toma conta das calçadas, acessibilidade ZERO! Moradores pedem socorroooooooooooo.
Quer ver melhor? Veja o vídeo> https://www.youtube.com/watch?v=-XUH_80XiHk
Criadouro de DENGUE em Itaquaquecetuba
r.fer
r.f
r.fe
Moradores reclamam da falta de limpeza e manutenção em rua

Diário de Suzano ed.: 9499 – 27 de abril de 2013

Os moradores da Rua Ferraz de Vasconcelos, no Jardim do Carmo, em Itaquaquecetuba, reclamam da falta de limpeza e manutenção nas vias. Entre os problemas mais graves do local está o mato que invadiu as calçadas e a água parada em vários pontos.
De acordo com metalúrgico Joelson Miranda, o problema da falta de manutenção nas ruas de Itaquá é antigo. “As calçadas de Itaquá inteira já foram mal construídas. Elas possuem barreiras no meio e isso impossibilita a passagem de cadeirantes e pessoas com carrinho de bebê. Além disso, tem mato nos passeios”, explica. “O problema com a sarjeta já dura há mais de 20 anos. Eu já fiz um ofício na Prefeitura e já falei com a ouvidoria. Mas até agora nada aconteceu”, salienta.
Para o vizinho de Miranda, o agente de trânsito Joel Souza, a fiscalização foi feita por pouco tempo. “Há pelo menos seis meses que o mato não é capinado. Na parte de baixo da rua tem mato, buracos e água parada. Nosso medo é que tenham novos focos de dengue”, frisa.
Souza conta que no ano passado dois moradores do local foram picados pelo mosquito Aedes aegypti e acabaram infectados com dengue. “Nós moramos perto da rodovia Henrique Eroles, nem estamos afastados do Centro. Achamos que não deve ter esse descaso com os moradores do bairro”, analisa.
Segundo o mecânico Francisco de Souza Maia, é preciso que a Prefeitura tome alguma providência. “Nós pagamos nossos impostos e ficamos ‘a Deus dará’. É difícil passar com o carro no final da rua. Aquilo parece um pasto, não tem calçada e todo mundo tem que andar pela via”, atesta. “É muito lixo. Outro dia pegamos um pet shop despejando animal morto no meio do mato. Aqui não temos calçadas e a rua cheira mal”, conclui a diarista Ana Lúcia Ribeiro.
SOLUÇÃO De acordo com o secretário de Serviços Urbanos, Laerte Vanderley Cornélio, a Rua Ferraz de Vasconcelos faz parte do programa de manutenção de ruas da Secretaria de Serviços Urbanos. “Na próxima quinzena, o local passará por manutenções, incluindo retirada de mato e manutenção da via”, afirma. “Estamos aguardando o documento de liberação da Cetesb e do Meio Ambiente, para começar as manutenções”.
Ainda na tarde de ontem, Cornélio vistoriou o local acompanhado do secretário de Meio Ambiente, Júlio Amaral. “Em relação às calçadas, a fiscalização compete ao Departamento de Posturas da Prefeitura de Itaquá. No local está sendo realizado um levantamento. Caso faça parte de um terreno particular, o proprietário será notificado, porém, se for de propriedade da Prefeitura será providenciada a recuperação”, assegura.
Sobre possíveis focos de dengue, a Prefeitura informou que o Departamento de Zoonose da Secretaria de Saúde vai fazer uma vistoria no local. Além disso, vai trabalhar em conjunto com a Secretaria de Serviços Urbanos.Rua Ferraz de Vasconcelos, Oficio 055.02.13 Oficio 055.02.13
Publicado no DS http://www.diariodesuzano.com.br/noticia.php?id=267011