Arquivo de junho 2010

Notícias / Governo Lula

16/06/2010

Lula sanciona reajuste de 7,72% a aposentados e pensionistas.

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, decidiu nesta terça-feira (15) sancionar o reajuste de 7,72% aos aposentados e pensionistas que recebem mais de um salário mínimo e vetar o fim do fator previdenciário.

O anúncio foi feito pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega “O presidente resolveu vetar o fim do fator previdenciário e sancionar o aumento de 7,72% e nos liberou para fazer cortes que vão compensar o aumento de R$ 1,6 bilhão este ano [que será gerado com a diferença entre o 6,14% e 7,72% no Orçamento da União”, afirmou o ministro. Mantega explicou que o presidente autorizou a equipe econômica a mandar para o Congresso, se necessário, emendas para manter a solidez das contas públicas.

O ministro ressaltou que a preocupação central é manter o equilíbrio fiscal do governo. [Se fosse vetado] teria de se fazer uma nova medida provisória, que só seria votada em agosto”, falou. A proposta original do governo era de um reajuste de 3,5%, mas depois de um acordo com as centrais sindicais e entidades dos aposentados, ficou definido o índice de 6,14%.

No Congresso, a medida provisória recebeu duas emendas, a do fim do fator previdenciário e a elevando para 7,72% o aumento. Ontem (14), em evento em Minas Gerais, Lula afirmou que não pretendia estragar a sua boa relação com os trabalhadores aposentados.

LULA: AGORA O POVO QUER É DILMA PRESIDENTE.

14/06/2010

Dilma: Brasil de Lula será governado com a alma e o coração de uma mulher

“Estamos celebrando o Brasil do Lula, que será governado com a alma e o coração de uma mulher”, aifrmou a candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff, durante a Convenção Nacional do PT, neste domingo (13), em Brasília. Para Dilma, o Brasil precisa continuar mudando para melhor e que para isso é mais que simbólico que o PT e os partidos aliados estejam dizendo que “chegou a hora de uma mulher comandar o país”.

“Minha emoção é muito grande. Minha alegria também. Por esta festa tão cheia de energia, de confiança e esperança. Sei que esta festa não é para homenagear uma candidata. Aqui se celebra, em primeiro lugar, a mulher brasileira! Aqui se consagra e se afirma a capacidade de ser – e de fazer – da mulher brasileira. É em nome de todas as mulheres do Brasil – em especial de minha mãe e de minha filha – que recebo esta homenagem para ser a primeira mulher presidente da República”.

Dilma disse que o Brasil conquistou muitos avanços com o governo de Lula, mas é preciso avançar mais e ela quer ser a presidente da inclusão digital, da educação da qualidade. Agora, com Dilma, o país terá ainda mais oportunidades de reduzir a desigualdade de crescer para todos.

“Lula mudou o Brasil e o Brasil quer seguir mudando. A continuidade que o Brasil deseja é a continuidade da mudança. É seguir mudando, para melhor, o emprego, a saúde, a segurança, a educação. É seguir mudando com mais crescimento e inclusão social para que outros milhões de brasileiros saiam da pobreza e entrem na classe média. É seguir mudando para diminuir ainda mais a desigualdade entre pessoas, regiões, gêneros e etnias”, discursou.

Ela lembrou que nos governantes do passado davam atenção para um terço da população e os demais brasileiros eram um estorvo. “Historicamente, quase todos governantes brasileiros governaram para um terço da população. Para muitos deles, o resto era peso, estorvo e carga”, disse.

“Falavam que tinham que arrumar a casa primeiro [antes de distribuir renda aos mais pobres]. Falavam e nunca arrumavam. Porque é impossível arrumar uma casa deixando dois terços dos filhos ao relento, à margem do progresso e da civilização. Resultado: o Brasil era uma casa dividida, marcada pela injustiça e pelo ressentimento, que desperdiçava suas melhores energias, que é a energia do seu povo”, completou.

No governo Lula essa forma de governar mudou. O país passou a ser verdadeiramente de todos e os mais pobres conseguiram ter esperança. “Nós, do governo do presidente Lula, fizemos o contrário. Chegamos à conclusão de que só fazia sentido governar se fosse para todos. E provamos que aquilo que era considerado estorvo era, na verdade, força e impulso para crescer, para avançar a fazer desse um país de todos”.
Leia mais
aqui

SOLIDARIEDADE À FAMÍLIA DE PAULO TEIXEIRA

06/06/2010

Quero, manifestar toda solidariedade ao amigo e deputado Paulo Teixeira e sua família, que neste momento enfrenta a terrível dor da perda de um filho.

O advogado de 27 anos, PEDRO YAMAGUCHI TEIXEIRA, desapareceu nas águas do Rio Negro, na região da cidade de São Gabriel da Cachoeira (AM) na última terça-feira, quando resolveu nadar nas aguas do rio antes do almoço. O deputado Paulo Teixeira acompanhava as buscas no local desde quarta-feira 02/06/10, e  na quinta-feira 03/06/10 encontrou o corpo de seu filho. 

Pedro, filho mais velho de Paulo e Alice, nasceu em São Miguel Paulista, na Zona Leste, e formou-se em Direito, tornando-se advogado. Entre 2007 e 2009 foi advogado da Pastoral Carcerária da Arquidiocese de São Paulo e, desde fevereiro deste ano, mudou-se para a São Gabriel da Cachoeira para integrar trabalho missionário como advogado junto à população indígena da Amazônia.

Enquanto houve esperanças, rezamos para que ele fosse encontrado e pudesse continuar a sua bela missão. Pedro, você deixa muitas saudades.

MISSA DE SÉTIMO DIA: PEDRO YAMAGUCHI FERREIRA

05/06/2010

Comunicado Nº7

Informamos que a missa de sétimo dia de Pedro Yamaguchi Ferreira, filho do nosso querido Deputado Federal Paulo Teixeira PT/SP será realizada em dois momentos:

– na próxima segunda-feira (7), às 18h, na Catedral da Sé;

– e na próxima terça-feira (8), às 19h, na Catedral de São Miguel Arcanjo (Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra – São Miguel Paulista, São Paulo).

Mais informação em,  http://www.pauloteixeira13.com.br/